O primeiro registro das viradinhas

Luisa começou a virar de peito pra cima aos 33 dias, mas todas as vezes que ela dava sinais de que ia virar ficávamos tão empolgados que esquecíamos de filmar, até que lembramos de fazê-lo, já aos 46 dias =). Foi uma época em que era difícil ouvir – ‘ela tem um ótimo desenvolvimento neuromotor, mas você não pode criar expectativas de que por isso não haverá déficit intelectual, pois haverá’. Da primeira vez que ouvi essa afirmação, fiquei muito triste, justamente porque já estava criando expectativas. Da segunda, pensei: ok, então vamos correr atrás da superação desse déficit. E foi aí que se iniciou um novo capítulo na minha trajetória, que me levou à TNI (Intervenção Nutricional Direcionada). Mas isso fica para um outro post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s