E nos primeiros dias de 2015 a gatinha começou a engatinhar

Uma das maiores preocupações das Terapeutas da Luisa é que ela conseguisse dissociar braços e pernas ao arrastar. Eu fiquei meio obcecada por esse movimento dissociado, porque Luisa insistia em arrastar sem fazê-lo. E tendo sido esclarecida que é muito importante para o neurodesenvolvimento não pular etapas, sabia que ela tinha que arrastar dissociado para depois engatinhar e só então andar.

Assim, quatro dias após completar oito meses, quando flagrei Luisa se levantando nos móveis sem que conseguisse dissociar, fiquei preocupada. Primeiro porque dava pra perceber que as perninhas sequer pareciam firmes, segundo porque pensei: e se agora ela só quiser levantar?

IMG_2380

E pra piorar a situação, isso aconteceu em 18 de dezembro, ou seja, já praticamente iniciando o recesso de final de ano nas terapias, então como trabalhar pra corrigir isso? Não deu nem tempo. Já nos primeiros dias de 2015, mais precisamente na noite do dia 02 de janeiro, Luisa simplesmente ficou na famosa posição de gatinho, balançou pra frente e pra trás e começou a engatinhar.

Desculpem a imagem que está péssima, eram momentos de tensão e uma mãe trêmula que não sabia exatamente o que fazer na hora
Desculpem a imagem que está péssima, eram momentos de tensão e uma mãe trêmula que não sabia exatamente o que fazer na hora

Claro que, como primeira reação, todos ficamos muito felizes, empolgados e correndo pras tabelas de desenvolvimento (sempre elas) pra ver com quantos meses os bebês engatinham, se ela estava bem, se isso era ótimo etc. Mas, assim que voltamos à rotina de terapias, não precisou nem que as terapeutas me explicassem nada, pois eu vi as consequências da Luisa apressadinha da Estrela começar a engatinhar sem dissociar totalmente: ela começou a sapear. Não dissociava braços e pernas e ia pra frente com os dois braços ao mesmo tempo, só dissociava as pernas, igual um sapinho.

E assim, sapeando, ela continuou a engatinhar até os 11 meses, quando finalmente começou a engatinhar no padrão, depois de um tempo em que misturava os estilos.

Porém, como ninguém disse que ia ser fácil, a engatinhada padrão só durou dois meses……aos 13 meses ela já adaptou o movimento, talvez pra ficar mais rápida, talvez porque haja algo que nem o ortopedista, nem a fisioterapeuta, possam perceber no joelho direito. Então não sabemos mais identificar que bichinho é esse, que levanta a perna direita, parece que pra tomar impulso. Mas decidimos deixá-la engatinhar dessa forma que ela considerou mais confortável. Até que…….na avaliação do Método Doman, no Projeto Acreditar, o jeitinho não foi aceito não. E ela vai ter que voltar a engatinhar no padrão (o que faz sentido se entendemos as etapas do neurodesenvolvimento). O problema é convencer a Luisa!!!!!!! Pois é, ninguém disse mesmo que ia ser fácil, hehehehe.

5 comentários em “E nos primeiros dias de 2015 a gatinha começou a engatinhar”

  1. Gostaria de agradecer por compartilhar toda sua experiência conosco! Tenho certeza que ao ler as informações postadas em cada post me ajudará muito. Já que sua bebê tem mais tempo que a minha Sophia que acaba de completar 5 meses de vida!
    Percebo que ser mãe de uma criança com síndrome de down é uma dadiva de Deus. Me sinto muito feliz por ser mãe de uma delas e poder ter a felicidade de melhorar a cada dia como ser humano!

    Muito Obrigada!

    Elaine Alves

  2. Olá Gisele, meu nome é Neise e sou mãe da Clarice, 50 dias de Vida. Primeiramente, parabéns pela sua linda Luisa! A desenvoltura dela me enche de esperança! E quanta fofura!
    Tivemos o diagnóstico muito cedo, com 12 semanas de gestação. Passado o impacto inicial, fui atrás de informações e encontrei seu blog repleto de informações. Trouxe dos EUA vários livros sobre estimulação precoce, mas Deixei a leitura para agora. Queria curtir a gravidez. Clarice chegou muito bem, graças a Deus, e minha primeira tranquilidade foi como suga bem (está em aleitamento materno exclusivo). Com 17 dias iniciou a fisioterapia. Lendo seu blog tenho vontade de morar em Belém (risos), pois invejo a rede de profissionais que tem aí. A Fisio da Clarice é ótima, segue alguns aspectos do método Domam. Mas não encontro nenhuma fono que conheça a placa palatina de memória, Por exemplo. Sou de Uberlândia, MG, e sinto falta de uma equipe mais voltada para os aspectos da SD. Comprei todos os livros do Domam e muitos pais daqui tem acompanhamento do Instituto Véras, do RJ. Então misturo técnicas dos livros do Domam e de estimulação precoce que trouxe e da Fisioterapeuta. Queremos levá-la ao dr Zan. Na verdade, me perco às vezes. Pelo seu blog percebo Como você é centrada, Então gostaria de fazer algumas perguntas.. Com qual idade você sugere a consulta com dr Zan para iniciar o acompanhanento? Quais aspectos do método Domam você pediu para não aplicarem? (Às vezes vejo falhas por não ser específico para as peculiaridades da SD). Muito Obrigada pela riqueza de informações que compartilha aqui. Grande abraço!

    1. Bom dia Neise. Parabéns por Clarice e obrigada pelos comentários tão gentis. Fico extremamente feliz por poder contribuir. Mas olhe, não sou tão centrada assim não viu heheheheh. Tento estabelecer uma ordem e quero que Luisa tenha todas as oportunidades, mas, muitas vezes, ocorrem frustrações. Neise, em primeiro lugar você deve conhecer as Diretrizes do Ministério da Saúde para as Pessoas com Síndrome de Down. Lá, você vai encontrar o protocolo que deve ser atualmente seguido pelos profissionais de saúde no atendimento às pessoas com síndrome de Down. Essa Diretriz é o minimo. Quanto à consulta com o Dr. Zan, veja primeiro como está o sistema imunológico da Clarice. Insista, junto ao pediatra, ou consulte um imunologista. No meu blog mesmo, você poderá se informar sobre a imunodeficiencia congênita na síndrome de Down, em um post sobre o timo. A conclusão das pesquisas mais recentes, é a de que a síndrome de Down, por si só, é uma síndrome de imunodeficiência primária e não secundária (ou seja, as pessoas com SD nascem com ela) e não monogênica (ou seja, decorre de vários genes). Leve a publicação que tem lá ao imunologista,se for necessário. Tomada a cautela com a imunidade, você viajará tranquilamente com ela.
      Quanto ao Doman, o método da Reorganização Neurológica, como não foi pensado para a SD e sim para crianças com lesão cerebral, contém muitas atividades que não levam em conta a frouxidão ligamentar das pessoas com SD. Então eu não permitia o balançar pelos braços e pernas e outras atividades que implicassem em movimentações mais bruscas. Também não permiti a máscara, por entender que a deficiência intelectual na SD decorre de fatores distintos aos que causam lesão cerebral. E por fim não permitia a oferta de alimentos. O que gosto MESMO do Doman é da alfabetização para leitura. A parte física, ressalvadas as distinções, têm os mesmos fundamentos que o Bobath e Padovan. Posso te encaminhar uma dissertação de mestrado que estabelece um quadro comparativo entre Doman e Bobath ao abordar a importância do engatinhar. Assim que Luisa entrou na escola regular e não pôde mais frequentar a Acreditar, eu iniciei a parte física com base na proposta da Pedagogia Waldorf. Ela vai com a fisio para a praça pública em lugar de fazer a sessão em ambiente fechado. E tem dado muito certo e ela tem adorado. Volta exausta e feliz, toda suada e suja de terra, por correr na areia, na grama, subir ao contrario no escorrega, balançar na ponte móvel, ao mesmo tempo em que recebe todos os estímulos visuais, olfativos, auditivos e sensoriais do ambiente.
      Existe um grupo secreto do Blog no face onde só falamos sobre SD, claro rsrsrs. Se vc quiser entrar, é só adicionar a página do blog no seu face e me avisar, que coloco vc.
      Um abraço enorme em você e em Clarice. Sei o quanto você está assustada e preocupada com o futuro. Mas vc não está sozinha viu?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s