DIAS DE FOLIA E DIAS DE APREENSÃO

Retomando o foco na escola, enquanto eu ainda aguardava a primeira reunião pedagógica com a professora do ano letivo de 2017, os dias corriam entre os exames rotineiros e os acontecimentos cotidianos.

Em fevereiro tivemos o carnaval e Luisa aproveitou a festa da escola fantasiada de Frida Khalo. Coloquei muitas imagens da mini Frida dançando, para amenizar um pouco as fortes imagens que ilustram os acontecimentos que se seguiram.

1c0a43b8-0f61-41b6-ad15-a522ffee422e
Insira uma legenda

be46e89e-5bd0-4db8-820f-0579e15e659c

de3934e8-89db-40f5-ac8b-24ad361295db

07ba85b2-878f-48aa-a579-3c473580773e

Em março passamos por uma situação inédita e inusitada. Luisa teve uma forte reação alérgica a algo que não sabemos identificar com certeza, mas que desconfiamos que tenha sido caqui. Uma urticária como eu jamais tinha visto na vida, que me mostrou o quanto o sistema digestivo da Luisa estava suscetível, mesmo com todo o cuidado e suporte que proporcionamos.

Corremos para a emergência com ela e fiquei muito assustada com toda a situação, principalmente porque a médica que nos atendeu não informou que a urticária costuma “voltar” na semana seguinte, em uma segunda manifestação, simplesmente porque este é o ciclo. Então na semana seguinte, quando as manchas na pele voltaram, o susto foi grande.

Iniciamos a medicação antialérgica prescrita e me preparei para, após a medicação, dar um suporte maior pro sistema digestivo. Rogério Lima e Erica Coelho foram fundamentais nesses dias, mesmo de longe, nos prestando apoio incondicional nos piores momentos. Ali, naqueles episódios, Erica se consolidou definitivamente como a única pediatra possível para Luisa. Além da minha inteira confiança, ganhou também minha gratidão eterna por toda ajuda, suporte e apoio.

b5a9567f-e046-4a79-b6eb-2593533cd826
A primeira crise

 

7cd79ec0-3fb1-4228-ba40-155546242b20
A segunda crise, uma semana depois

Com as crises de urticária, Luisa teve suas primeiras faltas na escola durante o ano letivo de 2017. Se em 2016 ela teve uma única falta durante todo o ano. Em 2017, já em março, foram umas cinco ou seis faltas. O lado positivo foi ter percebido que tudo bem faltar na escola, pois eu constatei que não houve qualquer efeito no comportamento ou no aproveitamento da aprendizagem. Luisa voltou às aulas como se tivesse ficado longe apenas o fim de semana habitual. Foi bom ficar mais tranquila em relação a isso.

2 comentários em “DIAS DE FOLIA E DIAS DE APREENSÃO”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s