Um ciclo de um semestre em um textão

Por trás de tantas questões de saúde e de todo o drama da escola, o primeiro semestre de 2017 teve como pano de fundo uma Luisa alegre, comunicativa e interessada, sempre envolvida com música e instrumentos musicais (vídeo abaixo de fevereiro de 2017)

E brincadeiras infantis (vídeo abaixo, também de fevereiro de 2017)

Que já demonstrava uma familiaridade inicial com os números, quer seja para ordená-los, quer seja para ensaiar uma contagem no pique esconde (vídeos abaixo, de fevereiro e maio de 2017)

Foi o último semestre no método Doman, não por escolha nossa, mas porque Janaina, a professora, iniciou em um novo trabalho que reduziu sua disponibilidade de horários para trabalhar com a Luisa. Então os meses do primeiro semestre foram de sentimento de despedida de uma profissional que nos acompanhava desde que Luisa entrou no Projeto Acreditar para fazer o Doman, aos 9 meses de idade. Fica o registro da Luisa aprendendo o nome da Janaina, em imagem de fevereiro de 2017, como homenagem pra essa profissional que tanto contribuiu com o seu desenvolvimento:

No mais, a vida seguia seu curso nas terapias, no acompanhamento psicopedagógico em casa com a sua psicopedagoga super inventiva (nas imagens abaixo em que psicopedagoga aparece de microfone, era dia de show de talentos, em fevereiro de 2017), no ganho de autonomia em que não havia necessidade de nenhum auxílio para comer sozinha, mesmo quando comíamos fora (video abaixo, de fevereiro de 2017) nem pra tomar chá gelado (vídeo de março de 2017), na interação com animais (fotos e vídeos abaixo, de fevereiro, abril e maio de 2017) e em coisas prosaicas, como seu primeiro corte de cabelo, no final de abril, que fiz questão de documentar, óbvio (fotos).

Seguimos usando o Multigestos, quer seja nas terapias quer seja assistido aos vídeos no YouTube (vídeo de abril de 2017)

E ainda no começo de abril, doamos o cadeirão de comer e Luisa passou a fazer suas refeições na mesa da cozinha:

Nesse período, comecei a espalhar vogais pela casa e o resultado foi que a casa e os móveis apareciam cheios de “letras”:

Em maio a comunicação verbal dava sinais de evolução em iniciativa e fala espontânea:

Também em maio, o Tio Cuca (Samuel), tio paterno da Luisa, deixou meu coração pequenininho com essas fotos:

Neste primeiro semestre também fizemos, com sucesso, o desfralde total do dia. Até então ainda colocávamos fralda descartável somente pra sair. Com o marco dos três anos, tiramos completamente a fralda diurna, mas continuamos com a fralda à noite.

Em junho e julho, finalmente, descobrimos a causa da elevação de plaquetas – a mutação no gene MTHFR. E a suplementação de uma dose mínima de metilfolato associado à hidroxicobalamina resolveu a questão. Seria um final de semestre perfeito, de encerramento de um período muito difícil, se não fosse o surgimento de outra situação: nos exames semestrais de julho, nosso otorrino constatou que Luisa estava novamente com otite silenciosa por retenção de muco nos tubos auditivos. Começamos a partir daí o longo processo que levou à cirurgia para colocação de tubos de ventilação bilaterais.

Parece que a vida é mesmo assim, se organiza em ciclos, assim que um se fecha, há imediatamente o início, a abertura, de outro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s